>

06/05/2019

IBGE: autorizadas mais de 200 mil vagas temporárias para o Censo 2020

O secretário especial da desburocratização, gestão e governo digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta segunda-feira, 6 de maio, autorização para o preenchimento de nada menos do que 234.416 vagas para o novo concurso público do IBGE 2019 (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para preencimento em caráter temporário. As oportunidades são para quem possui níveis fundamental, médio e superior, com remunerações iniciais que ainda deverão ser confirmadas em breve. O prazo de publicação do edital de abertura de inscrições deve ser de seis meses, ou seja, até 6 de novembro.

Do total de postos, 196 mil são para o cargo de recenseador. A segunda maior oferta é para agente censitário supervisor, com 23.578. Também estão sendo autorizadas 600 vagas para agente censitário de subárea 1, 850 para agente censitário de subárea 2, 1.760 para agente censitário operacional, 4 para supervisor de call center, 6.100 para agente censitário municipal, 120 para codificador censitário, 1.304 para supervisor PA e 4.100 para supervisor PA.

Quadro de vagas do concurso IBGE

Para concorrer ao cargo de recenseador é necessário apenas possuir ensino fundamental, com remuneração de R$ 1.100. Para agente censitário municipal, a exigência é de ensino médio, com inicial de R$ 2.400. Para agente censitário supervisor, ensino médio e R$ 2.000. Para coordenador censitário de subárea, ensino médio e R$ 4.000. Para agente censitário operacional, ensino médio e R$ 1.800. Por fim, para analista censitário, nível superior e iniciais de R$ 7.458,89 a R$ 9.192,88.

De acordo com o último concurso IBGE para temporários, em 2010, foi exigido ensino fundamental para o cargo de recenseador, ensino médio para agentes regionais e administrativos, bem como para agentes municipais e de informática, além de agente supervisor.

Os iniciais foram de R$ 2.058 para agentes censitários e supervisores; R$ 2.358 para agentes municipais, R$ 2.158 para agentes de informática, R$ 1.958 para agentes administrativos e R$ 2.958 para agentes regionais.

De acordo com a portaria, as contratações serão feitas a partir de janeiro, para o Censo Demográfico 2020. As contratações serão pelo período de um ano, com possibilidade de prorrogação.

Esta é a terceira e maior autorização para temporários no IBGE nas últimas semanas. Nos próximos dias deverá ser publicado um edital para o preenchimento de 209 vagas e, na última semana, um outro concurso foi autorizado, para mais 400.

Como foi o último concurso para temporários do IBGE

O último grande concurso para temporários do IBGE ocorreu em 2010, quando foram oferecidas 200 mil vagas distribuídas em todo o país entre os cargos de recenseador, agente regional, agente administrativo, agente municipal, agente de informática e agente supervisor.

Os participantes do processo seletivo do IBGE passaram por provas objetivas com questões de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, e, dependendo do caso, também por treinamento, de caráter eliminatório.

Saiba como será o Censo Demográfico 2020

O cargo de destaque dos censos sempre é de recenseador, que no último concurso do IBGE contemplou 191.972 vagas e exigiu apenas nível fundamental completo. Os ganhos oferecidos para a função variam de acordo com o número de informações coletadas.

As demais funções necessárias para as pesquisas são as seguintes: agente regional, agente administrativo, agente municipal, agente de informática e agente supervisor.

O Censo compreendeu um levantamento minucioso de todos os domicílios do país. Nos meses de coleta de dados e supervisão, os recenseadores visitam milhões de domicílios nos 5.565 municípios brasileiros para colher informações sobre quem somos, quanto somos, onde estamos e como vivemos.

Fonte: JC Concursos
Tags:

Mensagem enviada com sucesso