>

03/02/2021

Censo 2021: Quanto ganha um Recenseador do IBGE?

Um novo concurso IBGE está prestes a ser lançado com mais de 200 mil vagas para os níveis médio e fundamental. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (29/01). As contratações serão por tempo determinado de um ano, podendo haver prorrogação, para trabalho no Censo 2021. Do total ofertado, 183.100 vagas são para o cargo de Recenseador.

IBGE CURSO ONLINE. CLIQUE E CONFIRA
Apenas 4x de R$ 31,79 no cartão de crédito

De acordo com editais passados, o requisito de escolaridade mínima para ingressar nesta função é ensino fundamental completo. Diferentemente de outros cargos, este não possui um salário pré-definido. Os contratados recebem de acordo com a produção feita e ainda pode variar em cada estado.

Quanto ganha um Recenseador do IBGE?

O valor pago a um Recenseador é calculado pelo Setor Censitário com base na produção de cada um. O cálculo leva em consideração a taxa fixada de acordo com as unidades avaliadas, que podem ser domicílios urbanos e/ou rurais. A quantia recebida também depende do número de pessoas cadastradas e registro no controle da coleta de dados.

Outro fator que influencia é a jornada de trabalho, que deve ser mínima de 25 horas semanais e máxima de 50 horas por semana. No entanto, o contrato não define uma carga horária diária fixa.

Contratados pelo concurso IBGE para o cargo de Recenseador podem ganhar até R$ 4.500 por mês, caso esses trabalhem em áreas mais remotas. Assim, o grau de facilidade/dificuldade em abordar os domicílios também é contabilizado. Os índices variam de acordo com cada município.

Qual é o salário de um Recenseador por cidade?

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística disponibiliza uma ferramenta para simular o salário de um Recenseador. Assim, se você está interessado em prestar o concurso do IBGE pode acessar o site do Censo 2021 e verificar os valores a serem recebidos. Você precisa indicar o município, zona de trabalho e quantas horas semanais irá dedicar ao serviço. Veja como ficam as médias em algumas capitais:

– Belo Horizonte – MG: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 3.610,52. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 4.489,12;
– Brasília – DF: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 3.610,52. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 4.660,20;
– Cuiabá – MT: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 2.738,88. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 3.740,04;
– Fortaleza – CE: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 2.316,72. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 3.178,76;
– Manaus – AM: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 3.054,32. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 4.171,56;
– Porto Alegre – RS: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 2.675,40. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 3.677,52;
– Rio de Janeiro – RJ: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 2.783,28. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 3.820,36;
– São Paulo – SP: salário mensal para 40h semanais em zona urbana está em torno de R$ 3.496,60. Já o salário máximo estimado é para 50h semanais em zona rural, cerca de R$ 4.516,12.

O que faz um Recenseador do IBGE?

Antes de concorrer a um cargo público, é muito importante que você saiba quais são as atividades realizadas nele. De acordo com editais passados do concurso IBGE, é atribuição do Recenseador visitar os domicílios de zonas urbanas e/ou rurais e aplicar questionários aos moradores. Depois, ele deve se dirigir ao Posto de Coleta no qual foi lotado para devolver as respostas coletadas.

Sendo assim, são funções deste servidor:

– Manusear o serviço de mensagens do dispositivo móvel de coleta;
– Apresentar-se ao informante com o uniforme e o crachá de identificação fornecido pelo IBGE;
– Coletar as informações do Censo Demográfico 2020 em todos os domicílios do setor censitário que lhe foi atribuído; e
– Manter o sigilo dos dados emitidos pelo informante, além de consultar relatórios diversos de acompanhamento de coleta.

Vale ressaltar que os questionários são coletados num dispositivo digital e contam com 26 questões. Os dispositivos contam com georreferenciamento dos locais de coleta de dados, que são armazenados em um banco do Instituto.

O estudo confere características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, religião ou culto, deficiência e outros fatores. As pesquisas são realizadas entre os meses de agosto e outubro.

Fonte: Concursos no Brasil
Tags:

Mensagem enviada com sucesso