>

03/09/2018

IBGE: Governo libera verba de R$ 200 mil para realização do censo.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai divulgar um novo edital de seleção em 2019 para realização do Censo Demográfico no ano seguinte, em 2020. De acordo com informações da Agência Brasil, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Esteves Colnago, disse que o governo alocou no Orçamento do ano que vem R$ 200 milhões para realização do novo certame do órgão. O valor ainda é inferior aos R$ 344 milhões solicitados pela autarquia ao Ministério do Planejamento.

De acordo com Colnago, o restante da verba será complementado com a aprovação de emendas parlamentares no Congresso Nacional. Ele também disse que o recurso poderia vir do montante de R$ 4,7 bilhões que serão economizados caso o Legislativo aprove a Medida Provisória que adia por mais um ano o reajuste dos servidores federais.

IBGE deverá contratar em torno de 250 mil servidores

De acordo com o órgão, serão contratados em torno de 250 mil servidores temporários para realização do Censo Demográfico de 2020. O certame será divulgado em editais, sendo que o primeiro está previsto para ser publicado ainda este ano.

No dia 28 de agosto, durante coletiva de imprensa na sede do IBGE, no Rio de Janeiro, o presidente do órgão, Roberto Olinto, confirmou que o pedido para abertura do novo certame já está em análise no Ministério do Planejamento. De acordo com o dirigente, todos estão lutando bravamente para conseguir a autorização do certame. Além do preenchimento de vagas no Censo, Olinto disse que aguarda autorização para preencher vagas efetivas no órgão.

Em entrevista coletiva de lançamento do Censo Agropecuário, Olinto confirmou a intenção do órgão em divulgar a seleção. “O pesado de qualquer censo é a coleta, porque você contrata gente”, disse. As oportunidades serão destinadas a candidatos de ensino fundamental, médio e superior.

Ainda de acordo com o chefe do órgão, os preparativos da seleção serão iniciados no ano que vem. “O grupo técnico deste ano já está discutindo o Censo Demográfico. Ano que vem começa a acelerar, tomar decisões, em 2019 tem que fechar tudo. Em 2020 vai para a coleta”, explicou.

O ex-ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, havia dito no primeiro trimestre deste ano, em entrevista na sede do IBGE, que o governo iria garantir a verba para o levantamento. “Batalharemos e buscaremos recursos necessários. Sem nenhuma sombra de dúvida, o Brasil realizará o Censo Demográfico”, enfatizou.

O Censo Demográfico é realizado a cada 10 anos. No Censo 2010, mais de 190 mil recenseadores visitaram 67,6 milhões de domicílios nos 5.565 municípios brasileiros.

Sobre o certame do IBGE

A expectativa é que o edital seja divulgado para os cargos de Recenseador (contrato de até cinco meses), Agente Regional e Administrativo (contrato de até um ano), Agente Municipal e de Informática (contrato de até dez meses) e Agente Supervisor (contrato de até nove meses). Haverá ainda, oportunidades para o cargo de Analista Censitário, que tem edital previsto para ser publicado ainda em 2018.

De acordo com o Instituto, o certame será para as mesmas funções do processo seletivo do Censo de 2010, quando contou com oportunidades para todas as regiões do país. Na ocasião, foram 224.984 vagas em caráter temporário, sendo 191.972 para recenseador, que exige nível fundamental.

Concurso do IBGE para efetivos

O IBGE protocolou no dia 15 de dezembro (veja abaixo), o pedido de concurso para autorização de reposição de pessoal. A última movimentação aconteceu no dia 18 de dezembro, quando o processo foi recebido na Divisão de Concursos Públicos/CGCOM-SGP/DEPRO-SGP/SGP/Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. A expectativa é que o processo avance nas próximas semanas.

O edital de concurso IBGE 2018 foi solicitado para 1.800 vagas, sendo 1.200 de técnico e 600 de analista, com requisito de ensino médio e superior, respectivamente.

De acordo com Paulo Lindsay, diretor da Associação e Sindicato dos Servidores do IBGE (ASSIBGE), o presidente do IBGE não informou quando o certame acontecerá. No entanto, o titular da pasta vai trabalhar firme para que a seleção possa ser realizada. “Na reunião que tivemos com o presidente Roberto Olinto, ele disse que está insistindo com o governo para viabilizar esse concurso. Ele deixou claro que sabe das nossas necessidades e está empenhado em resolvê-las. Isso, porém, não depende apenas dele, mas também do governo. O IBGE precisa estar entre as prioridades, apesar da PEC dos Gastos Públicos”, comentou Paulo.

Fonte: Notícias Concursos
Tags:

Mensagem enviada com sucesso