>

05/04/2018

IBGE: previsto edital com 1.800 vagas para efetivos. Analista e técnico.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística poderá contar com a abertura de um novo edital de concurso público (Edital Concurso IBGE 2018) em breve. Acontece que o órgão já negocia a viabilização de divulgar um novo edital para efetivos, conforme informou o presidente do órgão, Roberto Olinto.

No início deste mês, foi realizada uma reunião entre o Ministério do Planejamento, representado pelo secretário de Recursos Humanos da pasta, Augusto Akira Chiba, e o IBGE, representado por diretores da Associação Nacional dos Servidores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (ASSIBGE). De acordo com Chiba, o governo vai liberar os concursos prioritários e, para autorização do concurso do IBGE 2018, será necessária uma série de consultas sobre as quais ainda não é possível saber o prazo certo para o retorno.

No último dia 10 de março, a ASSIBGE publicou que o concurso do IBGE poderá ser autorizado em abril. “O IBGE tem a expectativa de que a aprovação ocorra até abril, para que os novos servidores possam ingressar no início de 2019. O Planejamento não apresentou uma posição concreta a este respeito, mas reconheceu a importância do concurso. Sobre o aproveitamento de pessoal do último concurso, foi informado que todas as vagas de reserva já foram preenchidas”, diz o texto.

Os representantes da ASSIBGE-SN mencionaram ainda, os riscos para todo o serviço público e da precarização, seja através da contratação de trabalhadores temporários, mas também pela terceirização e alocação indevida de estagiários. No mês de fevereiro, o diretor da Assibge, Paulo Lindsay, falou sobre a urgência do concurso, conforme veiculado no site Folha Dirigida Online. “Cobramos a realização do concurso, tendo em vista o grande número de aposentadorias. A resposta que tivemos é que o Planejamento está sensível às demandas”, disse o titular da pasta.

Paulo ainda citou que o ideal é lançar em breve o concurso para que o governo faça convocações já no primeiro trimestre do ano de 2019. O Instituto tem urgência em reforçar o quadro de servidores em virtude das demandas do Censo Demográfico, previsto para acontecer no ano que vem.

O IBGE protocolou no dia 15 de dezembro, o pedido de concurso para autorização de reposição de pessoal. A última movimentação aconteceu no dia 18 de dezembro, quando o processo foi recebido na Divisão de Concursos Públicos/CGCOM-SGP/DEPRO-SGP/SGP/Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. A expectativa é que o processo avance nas próximas semanas.

O edital de concurso IBGE 2018 foi solicitado para 1.800 vagas, sendo 1.200 de técnico e 600 de analista, com requisito de ensino médio e superior, respectivamente.

De acordo com Paulo Lindsay, diretor da Associação e Sindicato dos Servidores do IBGE (ASSIBGE), o presidente do IBGE não informou quando o certame acontecerá. No entanto, o titular da pasta vai trabalhar firme para que a seleção possa ser realizada. “Na reunião que tivemos com o presidente Roberto Olinto, ele disse que está insistindo com o governo para viabilizar esse concurso. Ele deixou claro que sabe das nossas necessidades e está empenhado em resolvê-las. Isso, porém, não depende apenas dele, mas também do governo. O IBGE precisa estar entre as prioridades, apesar da PEC dos Gastos Públicos”, comentou Paulo.

O concurso IBGE 2018

O novo edital de concurso do IBGE 2018 poderá contar com vagas para os cargos de técnico, de nível médio, analista e tecnologista, os mesmos cargos ofertados no último certame. O técnico do IBGE fará jus ao salário de R$ 3.471,85, podendo chegar a R$ 5.011,01, com titulação. Já analistas e tecnologistas possuem rendimentos de R$ 7.373,49, que chegam a até R$ 9.107,88, com titulação. Os aprovados são contratados sob regime estatutário, o que garante a estabilidade empregatícia.

O aprovado terá direito ao Auxílio-Alimentação, no valor de R$ 373,00 (trezentos e setenta e três reais), além de benefícios a título de Assistência à Saúde (Médica e Odontológica), opcional, ao servidor e aos seus dependentes, com valores que variam entre R$ 82,83 (oitenta e dois reais e oitenta e três centavos) e R$ 167,70 (cento e sessenta e sete reais e setenta centavos) por pessoa, conforme a remuneração e a idade do servidor, de acordo com a Portaria MP nº 625, de 21 de dezembro de 2012.

O Técnico de Nível Médio deverá realizar as seguintes atividades: a) coletar dados em diversas fontes, planejar, organizar, criticar, corrigir, lançar, tratar e manter os dados garantindo a sua integridade, confidencialidade, disponibilidade, atualização e fidedignidade; b) realizar entrevistas em domicílios e estabelecimentos informantes para obtenção de dados conforme metodologia e plano de supervisão da pesquisa; c) realizar levantamentos topográficos/geográficos/cartográficos com vistas a manter atualizada a base territorial dos municípios; d) proceder à compilação, montagem e organização dos elementos cartográficos, segundo as especificações e normas adotadas; e) executar e apoiar as tarefas ligadas à manutenção e atualização da rede física dos marcos geodésicos do IBGE; entre outras funções.

As principais atribuições para o cargo de Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas são voltadas para o exercício de atividades administrativas e logísticas relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do IBGE e para o cargo de Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, as atribuições são voltadas às atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental; conforme estabelecido no artigo 71, incisos II e IV, da Lei nº 11.355, de 19 de outubro de 2006.

Fonte: Notícias Concursos
Tags:

Mensagem enviada com sucesso