>

19/12/2017

PC-BA: em breve edital com 1.000 vagas.

A Secretaria Estadual de Administração da Bahia (SAEB/BA) divulgou, nesta terça-feira, 19 de dezembro, a autorização para dispensa de licitação para que seja contratada a banca organizadora do novo concurso público da Polícia Civil do estado (PC/BA). O nome da empresa deve ser confirmado nos próximos dias. Em 28 de novembro, durante o programa Papocorreria, o governador Rui Costa, anunciou que o edital deve ser publicado até o final deste mês de dezembro. A oferta será de nada menos do que mil vagas, sendo 880 para o cargo de investigador de polícia, 82 para delegado e 38 para escrivão.

Para concorrer aos três cargos costuma ser exigida formação de nível superior, sendo sem distinção de áreas para investigador e escrivão e somente para formados em direito no caso de delegado. No último concurso da corporação para estes cargos, as remunerações iniciais foram de R$ 2.665,91 para investigador e escrivão e podiam chegar a R$ 9.155,28 para os delegados, incluindo vencimento básico e Gratificação de Atividade Jurídica (GAJ).

A corporação solicitou a abertura do concurso para delegados, investigadores e escrivães em virtude de aposentadorias, exonerações e falecimentos de policiais. O pedido passou por análise da Secretaria de Administração quanto ao número de vagas disponíveis nas carreiras e pela avaliação da Diretoria de Planejamento Orçamentário, para verificar a disponibilidade orçamentária e financeira.

A previsão é de que os aprovados sejam nomeados em julho de 2018. Durante o processo de seleção, os interessados serão submetidos a provas objetivas e discursivas. Além disso, passarão por exames médicos e testes de aptidão física, ambas também com caráter eliminatório. A seleção também contará com exames psicotécnicos e investigação social.

Último Concurso

A última seleção para estas carreiras, realizada em 2013, foi organizada pelo Cespe/UnB.

Para todos os cargos, as provas escritas contaram com 100 questões, sendo 30 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos, além de duas questões discursivas. Para os delegados também foi aplicada uma peça cautelar. Além disso, os participantes foram submetidos a exame biomédico, avaliação psicotécnica, análise de títulos e investigação social

A parte de conhecimentos básicos, para todos os cargos, contou com questões sobre língua portuguesa, informática, promoção da igualdade racial e de gênero e medicina legal.

Em conhecimentos específicos para delegados, direito penal, direito processual penal, legislação penal e processual penal extravagante, direito constitucional, direito administrativo, noções de direito civil, noções de direito eleitoral e noções de direito agrário.

Para investigador e escrivão, em conhecimentos específicos, noções de direito penal, noções de direito processual penal, noções de direito constitucional e noções de direito administrativo.

Fonte: JC Concursos
Tags:

Mensagem enviada com sucesso