>

14/05/2018

PM-SE: inscrições prorrogadas até o dia 24/05.

Está em andamento o edital de abertura de concurso público da Polícia Militar de Sergipe (Concurso PM SE 2018) para o preenchimento de 330 vagas nos cargos de Soldado PM 3ª Classe Combatente (300) e Oficial (30). O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), responsável pela coordenação do certame, informou que as inscrições foram prorrogadas até 24 de maio de 2018.

“Acho que é um momento importante para a administração. Há necessidade dos governos realizarem concursos para a Polícia Militar e outras áreas, também como Corpo de Bombeiros, não somente pelo crescimento, mas também pela necessidade que o estado tem de manter sempre um número de policiais, de efetivo que atenda as necessidades”, disse o Governador Jackson Barreto.

O chefe do executivo estadual também destacou a importância do investimento na segurança. “Só melhora a segurança pública quando você investe na segurança, em aumentar o efetivo da polícia militar. O concurso fala em 300, mas o concurso passado que nós fizemos falava em 600, eu acabei nomeando 1300, todos foram nomeados. Estamos cumprindo a promessa de realizar concurso para Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Prisional, estou com a consciência tranquila que fiz o máximo pelo meu estado”, concluiu.

Das 300 vagas de Soldado, 216 são para candidatos do sexo masculino e 54 para o sexo feminino. As 30 vagas restantes serão reservadas aos afrodescendentes, sendo 24 para os homens e seis para as mulheres.

Sobre o cargo de Soldado – Concurso PM SE 2018

Requisitos: Certificado de conclusão do Ensino Médio (antigo segundo grau ou equivalente), devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida e CNH para condução de veículos automotores, no mínimo categoria B, ou provisória para esta categoria, que deverá ser apresentada, obrigatoriamente, no ato da pré-matrícula do Curso de Formação.

Os requisitos básicos para admissão no cargo são, cumulativamente, os seguintes:

a) ter sido aprovado e classificado no concurso público; b) ser brasileiro nato ou naturalizado e no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do art.13 do Decreto nº70.436, de 18/04/1972; c) ter altura mínima descalço de 1,65m (um metro e sessenta e cinco centímetros), quando do sexo masculino, e de 1,60m (um metro e sessenta centímetros), quando do sexo femunino; d) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, e máxima de 35 (trinta e cinco) anos, na data de inscrição no concurso; e) apresentar a Carteira Nacional de Habilitação – CNH para condução de veículos automotores, no mínimo na categoria B, ou provisória para esta categoria, comprometendo-se automaticamente a manter-se habilitado durante toda sua carreira de Policial Militar; f) estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos; g) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino; h) encontra-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis; não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público; apresentar diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso, conforme requisito do cargo pretendido, fornecido por instituição de ensino reconhecida, comprovado através da apresentação de original e cópia do respectivo documento, conforme item 2.2 deste Edital; estar apto, física e mentalmente, não apresentando deficiência que o incapacite para o exercício das funções do cargo, fato apurado por um Junta Médica Oficial – Inspeção de Saúde a ser designada na convocação para o Curso de Formação; l) apresentar declaração negativa de antecedentes criminais da Justiça Federal, Estadual e Eleitoral; m) para os ocupantes de cargo, emprego ou função pública, federal, estadual, ou municipal, apresentar a declaração de desvivnculação destes; n) cumprir, na íntegra, as determinações previstas no edital de abertura de concurso público; o) apresentar declaração de bens, nos termos da Lei Complementar nº33, de 26 de dezembro de 1996 – Art. 161 c/c Art. 171.

Descrição Sumária das Atribuições: Desempenhar atividade ostensiva policial militar nas diversas tarefas atribuídas à Polícia Militar, visando à preservação da ordem pública. Além disso, o Soldado deverá promover a segurança pública, através de atividades preventivas e repressivas nos diversos tipos de policiamento (geral, trânsito urbano e rodoviário, meio ambiente, guardas e outros). Para tanto, a atuação de soldado compreende as seguintes atribuições específicas, dentre outras: a) realizar policiamento ostensivo fardado, reservado e velado; b) executar atividades operacionais diversas; c) atender e solucionar ocorrências policiais de modo a manter ou restabelecer a ordem pública; d) redigir boletins de ocorrência, relatórios e outros documentos administrativos; e) estabelecer contratos com a comunidade, envolvendo-a na promoção da segurança pública; f) preservar e manter os materiais e instalações das Unidades Militares; g) estar em condições de conduzir e operar viaturas policiais, mantendo sempre a CNH dentro das exigências legais (validade); h) realizar serviços de limpeza e manutenção de dependências das viaturas, materiais e equipamentos; e i) pautar suas ações em preceitos éticos, técnico e legais.

Condições gerais de exercício do cargo: trabalhar tendo contato cotidiano com o público de forma individual ou em equipe, sob supervisão, em ambiente de trabalho que pode ser fechado ou a céu aberto, a pé, montado ou em veículos, em horários diversos (diurno/noturno ou em rodízio de turnos). Atuar em condições de pressão e de risco de contágio de moléstias e de morte em sua rotina de trabalho.

Regime Jurídico e Previdenciário: O regime jurídico de trabalho será o estatutário, em conformidade com as normas contidas na Lei nº 2066, de 23 de dezembro de 1976, e legislação complementar (Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Sergipe), bem como Lei Complementar nº 113, de 1º de novembro de 2005 (Regime Próprio de Previdência Social do Estado de Sergipe).

Remuneração: R$3.370,00 (três mil, trezentos e setenta reais) – Soldado PM – 3ª Classe, após a aprovação no Curso de Formação de Soldado, na forma da Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016. Durante o Curso de Formação de Soldado – CFSD, o Soldado PM – Aluno deve perceber remuneração no valor de 01 (um) salário mínimo (Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016).

Sobre o cargo de Oficial do Concurso PM SE 2018

Requisitos: Título de bacharel em Direito obtido em estabelecimento reconhecido pelo Ministério da Educação – MEC ou órgão equivalente, e CNH para condução de veículos automotor, no mínimo na categoria B, ou provisória para esta categoria, que deverá ser apresentada, obrigatoriamente, no ato da pré-matrícula do Curso de Formação de Oficiais.

Os requisitos básicos para admissão no cargo são, cumulativamente, os seguintes:

a) ter sido aprovado e classificado no Concurso Público; b) ser brasileiro nato ou naturalizado e no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18/04/1972; c) ter altura mínima descalço de 1,65 m (um metro e sessenta e cinco centímetros), quando do sexo masculino, e de 1,60 m (um metro e sessenta centímetros), quando do sexo feminino; d) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, e máxima de 35 (trinta e cinco) anos, na data de inscrição no concurso; e) apresentar a Carteira Nacional de Habilitação – CNH para condução de veículos automotores, no mínimo na categoria B, ou provisória para esta categoria, comprometendo-se automaticamente a manter-se habilitado durante toda sua carreira de Policial Militar; f) estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos; g) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino; h) encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis; i) não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público; j) apresentar diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso, conforme requisito do cargo pretendido, fornecido por instituição de ensino reconhecida, comprovado através da apresentação de original e cópia do respectivo documento, conforme subitem 2.2 deste Edital; k) estar apto, física e mentalmente, não apresentando deficiência que o incapacite para o exercício das funções do cargo, fato apurado por uma Junta Médica Oficial – Inspeção de Saúde a ser designada na convocação para o Curso de Formação; l) apresentar declaração negativa de antecedentes criminais da Justiça Federal, Estadual e Eleitoral; m) para os ocupantes de cargo, emprego ou função pública, federal, estadual, ou municipal, apresentar a declaração de desvinculação destes, na conformidade dos incisos II e III do § 3º do art.142 c/c art.42,§ 1º, todos da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, original e cópia; n) cumprir, na íntegra, as determinações previstas no Edital de abertura do Concurso Público; o) apresentar declaração de bens(Lei Complementar nº 33, de 26 de dezembro de 1996 – Art. 161 c/c Art. 171).

Descrição Sumária das Atribuições: Cadete PM (Aluno Oficial): exercer atividade estudantil, em regime de dedicação integral, e demais atividades internas e externas atreladas à sua formação, durante o período de duração do CFO, conforme normas em vigor e regulamentos da Escola. Aspirante a oficial PM: exercer atividades inerentes aos oficiais subalternos (tenentes), com atribuições e deveres semelhantes respeitados as restrições previstas em leis, regulamentos e instruções pertinentes. 2º Tenente PM: promover a segurança pública por meio de ações e operações policiais militares, coordenando, controlando e monitorando os resultados alcançados. Para tanto, a atuação do Tenente compreende as seguintes atribuições específicas, dentre outras: a) comandar pelotão; b) coordenar policiamento ostensivo, reservado e velado; c) assessorar o comando; d) gerenciar recursos humanos e logísticos; e) participar do planejamento de ações e operações; f) desenvolver processos e procedimentos administrativos; g) atuar na coordenação da comunicação social; h) promover estudos técnicos e de capacitação profissional; i) pautar suas ações em preceitos éticos, técnicos e legais.

Regime Jurídico e Previdenciário: O regime jurídico de trabalho será o estatutário, em conformidade com as normas contidas na Lei nº 2066, de 23 de dezembro de 1976, e legislação complementar (Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Sergipe), bem como Lei Complementar nº 113, de 1º de novembro de 2005 (Regime Próprio de Previdência Social do Estado de Sergipe).

Remuneração: R$ 9.236,39 – Aspirante a Oficial PM, após a aprovação no Curso de Formação de Oficiais, na forma da Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016. Durante o Curso de Formação de Oficiais – CFO, o Aluno Oficial deve perceber remuneração no valor de R$ 4.618,19, na forma da Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016.

Inscrição Concurso PM SE 2018

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 09 horas do dia 09 de abril e 23 horas e 59 minutos do dia 24 de maio de 2018, no site oficial da organizadora (www.ibfc.org.br). A taxa de inscrição custará R$100,00.

Etapas do Concurso PM SE 2018

O concurso PM/SE será composto por prova objetiva (eliminatório e classificatório), teste de aptidão física (eliminatório), avaliação psicológica (eliminatório) e pesquisa de conduta social, de reputação e idoneidade.

O candidato aprovado em todas as etapas do concurso, classificado dentro do limite de vagas e considerado apto no exame médico admissional, será matriculado no CFSD (Curso de Formação de Soldados) que será realizado no CFAP, incluído na PMSE, na qualidade de Aluno CFSD, e fará jus à remuneração de Soldado PM-Aluno. Todas as etapas deste concurso serão realizadas na grande Aracaju-SE.

Provas Concurso PM SE 2018

As avaliações objetivas serão aplicadas na grande Aracaju-SE no dia 1º de julho de 2018, nos locais e horários que serão divulgados a partir do dia 25 de junho no site da organizadora. Os gabaritos oficiais preliminares serão divulgados no dia 02 de julho.

A Prova Objetiva do cargo de Soldado será composta por questões de Múltipla Escolha distribuídas entre as disciplinas de Língua Portuguesa (25), Matemática (10), Informática Básica (10), Atualidades (10), Conhecimentos Gerais do Estado de Sergipe (10) e Noções de Direito (25), conforme quadro a seguir, sendo que cada questão conterá 4 (quatro) alternativas e com uma única resposta correta.

Será considerado aprovado na Prova Objetiva o candidato que obtiver no mínimo 50% (cinquenta por cento) do total de pontos da prova objetiva, não podendo zerar em nenhuma das disciplinas. A duração da Prova Objetiva será de 04 (quatro) horas, incluído o tempo para leitura das instruções, coleta de digitais e preenchimento da Folha de Respostas, sendo responsabilidade do candidato observar o horário estabelecido.

A Prova Objetiva do cargo de Oficial será composta por questões de Múltipla Escolha distribuídas entre as disciplinas de Direito Constitucional (06), Direito Penal Militar (06), Direito Penal (06), Direito Processual Penal Militar (06), Direito Processual Penal (06), Direito Administrativo (05) e Legislação Extravagante e Legislação Institucional (05), conforme quadro constante no quadro a seguir, sendo que cada questão conterá 4 (quatro) alternativas e com uma única resposta correta.

Será considerado aprovado na Prova Objetiva o candidato que obtiver no mínimo 60% (sessenta por cento) do total de pontos da prova objetiva, não podendo zerar em nenhuma das disciplinas.

Prova discursiva de Oficial
Somente serão corrigidas as Provas Discursivas dos candidatos habilitados e melhores classificados na Prova Objetiva, até posição de classificação distribuída no quadro abaixo, respeitados os candidatos empatados na última posição, ficando os demais candidatos eliminados do concurso para todos os efeitos.

Não serão computados nas listas de reservas de vagas de Afrodescendentes, para efeito de classificação para a correção da Prova Discursiva, candidatos das reservas de vagas de Afrodescendentes, que tenham obtido classificação na convocação para Ampla Concorrência.

Para o desenvolvimento da Prova Discursiva, o candidato deverá redigir no mínimo 20 (vinte) e no máximo 30 (trinta) linhas, sendo desconsiderado, para efeito de avaliação, qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado e/ou que tiver extensão inferior ao mínimo de 20 (vinte) linhas ou ultrapassar a extensão máxima de 30 (trinta) linhas.

 

Fonte: Notícias Concursos
Tags:

Mensagem enviada com sucesso