>

06/07/2015

INSS – Técnico tem inicial ainda mais atrativo: R$5.259 mensais

inssDepois da autorização formal de 800 vagas para técnico (nível médio) e de 150 para analistas (para graduados em Serviço Social), o setor de RH da autarquia atualizou, nesta quinta (2 de julho), os vencimentos iniciais pagos a ambas as funções. Atualmente, técnicos do seguro social recebem R$5.259,87 mensais, enquanto analistas ganham R$7.869,09. Até então, as cifras divulgadas eram de R$4.620,91 e R$7.504,45, respectivamente. Os novos valores representam um ganho real de R$638,96 (+12%) no caso dos técnicos e de R$364,64 (+4,6%) para os analistas. Fato que tornará o concurso ainda mais atraente e que, por certo, servirá de incentivo para que um número maior de concorrentes mergulhe de cabeça na disputa pela oportunidades abertas.

A autorização das 950 vagas para o INSS ocorreu na última segunda, 29 de junho, por meio de publicação de portaria do Ministério do Planejamento no Diário Oficial da União. Também nesta quinta, a assessoria da autarquia confirmou que os preparativos para o concurso, que terá âmbito nacional, já foram iniciados. “Independentemente do número de vagas solicitadas pelo Instituto, o quantitativo autorizado é definido pelo MPOG de acordo com o seu planejamento e calendário. Todas as 950 vagas – tanto as de técnico quanto as de analista, portanto – serão destinadas à lotação nas agências da Previdência Social, nas diversas regiões do país. O INSS ainda está concluindo o mapeamento interno necessário à identificação daquelas localidades com maior carência de pessoal e, por isso, ainda não há informação disponível sobre a distribuição das vagas”.

Entenda a composição dos vencimentos!

Ainda sobre os vencimentos informados pelo setor de RH em entrevista, vale a pena explicar como ambos são compostos. No caso dos técnicos, a fórmula é a seguinte: R$639,18 de vencimento básico, mais R$1.022,69 de GAE (Gratificação de Atividade Executiva) e R$3.225 de Gdass (Gratificação de Desempenho de Atividade do Seguro Social). Os analistas têm seu ganho total assim calculado: vencimento de R$890,42, mais R$1.424,67 de GAE e R$5.181 de Gedae. Nas duas carreiras, é preciso somar os R$373 referentes ao auxílio-alimentação. Feitas todas as contas, chega-se aos valores atualizados, citados no início desta reportagem.

O INSS contrata pelo regime estatutário, isto é, com garantia de estabilidade. Após definir a distribuição das vagas, o instituto escolherá a organizadora. Espera-se que os preparativos ocorram rapidamente, tendo em vista a grande necessidade de reposição de pessoal. Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), há carência de mais de 5 mil servidores, e mais de 10 mil podem aposentar-se nos próximos anos. No caso da função de 2º grau, o último concurso, sob organização da Fundação Carlos Chagas (FCC), ocorreu em 2011, quando os candidatos foram avaliados por meio de 60 questões objetivas. O exame versou sobre Conhecimentos Gerais (20 questões de Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos.

No caso do analista, o último concurso ocorreu em 2013, sob organização da FunRio. Na ocasião, houve só prova objetiva, com 70 questões, cuja distribuição variava de acordo com a especialidade. A avaliação versou sobre Português, Ética no Serviço Público, Noções de Informática, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Previdenciário e Conhecimentos Específicos. O INSS deverá fazer um bom número de nomeações extras, tendo em vista as necessidades de pessoal e as últimas seleções. É tradição do instituto convocar mais aprovados do que o número de vagas especificado em edital, o que se torna possível quando o Planejamento autoriza o adicional, que deverá ser solicitado.

Fonte: Folha Dirigida
Tags:

Mensagem enviada com sucesso