>

24/11/2021

Censo 2022: FGV ORGANIZARÁ SELEÇÃO COM IAS DE 200 MIL VAGAS TEMPORÁRIAS. PROVAS EM JANEIRO

O novo concurso IBGE, que visa ao Censo Demográfico 2022, já tem banca organizadora definida e novo quantitativo de vagas.

Segundo comunicado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, feito nesta quarta-feira, 24, a Fundação Getulio Vargas será a organizadora.

“O IBGE informa que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) será a empresa organizadora do Processo Seletivo Simplificado (PSS) do Censo Demográfico 2022. Em breve, sempre por meio de seus canais oficiais, o IBGE divulgará novos informes relacionados ao cronograma de inscrições, devolução das taxas do PSS cancelado e outros serviços”, disse o Instituto.

Ao todo, segundo o IBGE, serão selecionados 206.891 servidores temporários, antes, esse quantitativo era de pouco mais de 204 mil. O aumento na oferta possibilitou a seguinte distribuição entre os cargos:

– recenseador (183.021 vagas);
– agente censitário supervisor (18.420 vagas); e
– agente censitário municipal (5.450 vagas).

Assim como o processo aberto e cancelado este ano, o próximo contará com vagas em todos os municípios do país.

O orçamento para a seleção e o Censo Demográfico 2022 serão garantidos, segundo o Governo Federal, por meio de um pedido de ampliação, no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2022, no valor de R$292.907.087.

Concurso IBGE tem cronograma extraoficial

O Censo Demográfico 2022 terá início no dia 1º de junho do ano que vem. A confirmação foi feita pelo presidente do Instituto, Eduardo Rios Neto, em setembro. A data permite prever o cronograma do concurso IBGE.

“O teste em Paquetá é um marco inicial para uma série de outros testes que preparam o início da coleta do Censo ano que vem, em 1º de junho de 2022”, disse o presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto.

Além disso, em outubro, o supervisor de disseminação de informações do IBGE no Piauí, Eyder Mendes, falou sobre o cronograma extraoficial da seleção. Segundo ele, as provas estão programadas para janeiro.

“Nós devemos ter uma nova empresa fazendo esse certame. Inclusive, já temos até as datas das inscrições para quem quiser já ir se preparando para o concurso e para a própria inscrição.”, disse Mendes a um telejornal local.

Confira abaixo o cronograma passado pelo supervisor

Inscrições – de 1º a 23 de dezembro de 2021;
Prova objetiva – 23 de janeiro de 2022 (agente censitário municipal e agente censitário supervisor) e 30 de janeiro (recenseador);
Contratação dos agentes censitários – 28 de março de 2022;
Treinamento dos recenseadores – maio de 2022; e
Contratação dos recenseadores – 1º de junho.

Apesar das informações, o IBGE afirma que as datas mencionadas não são oficiais. Segundo o Instituto, essas previsões são resultado “de cronogramas de trabalhos internos, planejamentos, necessários para subsidiar reuniões técnicas operacionais, que buscam consolidar as datas definitivas para editais, inscrições e provas”.

Ainda de acordo com o IBGE, não são confirmadas informações que não sejam aquelas divulgadas pela Coordenação de Comunicação, no Rio de Janeiro, “sempre em conformidade com as cautelas e responsabilidades exigidas na política de comunicação do Instituto”.

Veja detalhes do concurso IBGE cancelado

Apesar de cancelado, o concurso IBGE aberto no início do ano pode ser usado como base, nos estudos, para os próximos editais.

Publicados no dia 18 de fevereiro, por meio do Cebraspe, os editais ofereceram mais de 204 mil vagas temporárias, nos cargos de:

– agente censitário municipal (ACM) – 5.450 vagas;
– agente censitário supervisor (ACS) – 16.959 vagas; e
– recenseador – 181.898 vagas.

As vagas foram destinadas a candidatos com níveis fundamental (recenseador) e médio (agentes).

Os aprovados, nos cargos de agente, teriam ganhos de R$ 2.100 (municipal) e de R$ 1.700 (supervisor). Os valores ainda poderiam chegar a R$ 2.558 e R$ 2.158, respectivamente, com o auxílio-alimentação de R$ 458.

No caso do recenseador, os ganhos seriam por produção. No site do IBGE , era possível simular a remuneração.

As provas seriam realizadas nos 26 estados, além do Distrito Federal, com a seguinte distribuição entre os cargos:

Agentes – 60 questões

Língua Portuguesa (dez);
Raciocínio Lógico Quantitativo (dez);
Ética no Serviço Público (cinco);
Noções de Administração/Situações Gerenciais (15); e
Conhecimentos técnicos (20).

Recenseador – 50 questões

Língua Portuguesa (dez);
Ética no Serviço Público (cinco);
Matemática (dez); e
Conhecimentos técnicos (25).

Fonte: Folha Dirigida
Tags:

Mensagem enviada com sucesso