>

21/02/2017

IBGE: cresce expectativa para autorização de 80 mil vagas

Logo depois do carnaval, deverão ser intensificados os preparativos do concurso 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para possíveis mais de 80 mil vagas temporárias. É que, segundo o IBGE, o pedido será encaminhado ao Ministério do Planejamento em março, com expectativa de rápida autorização. Se tudo correr dentro do previsto pelo instituto, já em abril a organizadora será contratada, com o edital saindo em seguida. A coleta de dados está prevista para setembro.

IBGE: veja perfis dos cargos do concurso 2017

O IBGE, por meio do seu presidente, Paulo Rabello de Castro, está em tratativas com a pasta responsável pelo aval do concurso há meses, buscando viabilizar o Censo Agropecuário. Segundo o titular do IBGE, o Planejamento já acenou afirmando que “há verba para fazer o censo andar”, e que, por isso, o concurso, fundamental para a pesquisa, está confirmado. Ele consta inclusive no orçamento do governo federal, já sancionado pela Presidência da República.

Por enquanto, a área técnica do IBGE estuda o número exato de vagas que solicitará ao Planejamento. A distribuição dessas oportunidades pelos estados ainda não foi definida, já que a operacionalização do censo ainda não está acertada, mas todos os estados deverão ser contemplados, além do Distrito Federal. São 82.050 vagas previstas no orçamento, sendo 62.400 para recenseador, cargo que exige apenas o nível fundamental e tem ganhos de R$3 mil (varia de acordo com pesquisas).

O orçamento aponta ainda para oferta de 19.226 vagas no nível médio. São 12.540 vagas previstas para agente censitário supervisor (R$2 mil), 5.500 para agente censitário municipal (R$2 mil), 700 para agente censitário administrativo (R$2.018) e 486 para agente censitário regional (carteira de habilitação; R$3.458).

Estão previstas também 174 vagas de agente de informática (médio/técnico e R$2 mil) e 250 de analista censitário (superior e R$7.624). Os selecionados serão contratados por um ano, podendo ter os contratos prorrogados por até três. Há direito a auxílio-alimentação de R$458, já somado nos ganhos mencionados, 13º salário e férias remuneradas. A estrutura do concurso será a mesma dos últimos.

Os candidatos farão, portanto, uma prova objetiva. Para analista e agentes censitário regional ou administrativo, as disciplinas costumam ser Português, Noções de Administração e Situações Gerenciais, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos. Já para agente censitário municipal, supervisor e de informática, as questões deverão ser sobre Português, Raciocínio Lógico, Noções de Administração, Conhecimentos Técnicos e Noções de Informática. Para recenseador, deverão ser 50 itens de Português (dez), Matemática (dez), Conhecimentos Gerais (dez) e Conhecimentos Técnicos (20).

Fonte:
Tags:

Mensagem enviada com sucesso