>

15/09/2015

INSS: concurso não deve ser suspenso mesmo após cortes do governo

Na última segunda-feira, 14/09, os ministros Joaquim Levy, da Fazenda, e Nelson Barbosa, do Planejamento, anunciaram o pacote do governo para conter gastos na faixa dos 60 bilhões de reais. E uma das medidas foi o corte de concursos públicos para o ano de 2016. A proposta inclui a não realização de concursos nos três poderes em 2016 no âmbito da União. No entanto, as propostas, evidentemente, ainda precisam ser aprovadas no Congresso, embora há um risco real de que isso efetivamente ocorra.

Essa notícia tem preocupado milhares de concurseiros que aguardam o tão esperado edital Concurso INSS 2015.

Concurso INSS NÃO deve ser Suspenso

O Ministério do Planejamento não esclareceu até o momento se a providência abrange os concursos já autorizados. A expectativa é de que certames nessas condições, como os do INSS e de diversas agências reguladoras, sejam preservados, com seus editais de abertura publicados até o final deste ano. No caso do concurso INSS, a autorização já foi publicada no Diário Oficial da União de 29/06/2015, quando foram autorizadas 950 Vagas, sendo 800 para Técnico do Seguro Social e 150 para Analista do Seguro Social(com formação em serviço social, da Carreira do Seguro Social). E edital está previsto para ser divulgado até 29/12/2015.

Um outro fator preponderante é que o TCU analisou a situação delicada que a autarquia vive e constatou que a atual conjuntura é gravíssima: se não for realizada uma nova seleção, o INSS correrá risco de entrar em colapso. O diagnóstico foi divulgado por meio de auditoria, realizada em julho, quando o tribunal fez uma série de recomendações ao instituto, entre elas preencher o seu quadro de pessoal com novos servidores. Ainda segundo o TCU,  o INSS poderá ficar, num prazo de 3 anos, sem metade de seus servidores. Esse é um dos 15 principais problemas apresentados no diagnóstico, que afirma também que o INSS está com seu quadro de pessoal desatualizado que, se não for renovado, há risco de descontinuidade no atendimento do órgão.

Dessa forma, mesmo com anúncio da Suspensão, o governo teria no concurso do INSS uma das possíveis exceções, diante da situação caótica do órgão e também pelo fato de terem sido autorizadas poucas vagas, que não acarretaria um impacto tão significativo.

No ano de 2011 tivemos anúncio semelhante da suspensão de concursos  e o que aconteceu na prática? Nos meses seguintes após decisão do governo, as nomeações foram ocorrendo, assim como novos concursos foram autorizados e realizados, e o ano terminou com a liberação de 24.745 vagas apenas no Poder Executivo. No fim das contas, o corte anunciado não foi tão radical assim, e muitas oportunidades foram abertas na esfera federal.

Assim, recomendamos que os concurseiros continuem firmes na preparação para o Concurso INSS 2015, que promete ser um dos mais concorridos da história.

Fonte: Notícias Concursos
Tags:

Mensagem enviada com sucesso