>

15/08/2015

IBGE: concurso substituirá aposentados e temporários

Visando à reposição de servidores que se aposentaram e à substituição de temporários, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prepara, com urgência, o concurso para 600 vagas. Isso porque, conforme o diretor-executivo, Fernando Abrantes, disse à Associação e Sindicato Nacional dos Servidores do IBGE (ASSIBGESN), a intenção é aplicar as provas no último trimestre deste ano, o que reforça a ideia de que a definição da organizadora e a publicação do edital não irão demorar. Hoje, segundo a ASSIBGE-SN, há 5.800 temporários no instituto, que tem 40% de seu efetivo podendo aposentar-se. Por isso, o IBGE já estuda a distribuição das vagas pelo país e as especialidades que serão oferecidas para os cargos de nível superior.

Segundo o órgão, as vagas de técnico serão distribuídas por todo o Brasil, e as de nível superior deverão ser concentradas no Rio de Janeiro, onde está a sede. O instituto trabalha ainda com a intenção de oferecer oportunidade sem localidades não contempladas no último concurso, em 2013, o que reforça a ideia de haver chances para técnico na capital fluminense, já que na ocasião houve oportunidades somente para Duque de Caxias, Itaperuna, Volta Redonda e Santo Antônio de Pádua. No momento, o IBGE trabalha na definição da organizadora da seleção. A expectativa é de que a definição possa acontecer em curto espaço de tempo.

Das 600 vagas, 460 são para técnico em informações geográficas e estatísticas, de nível médio, 90 para analistas de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas e 50 para tecnologistas (ambos de nível superior). O cargo de técnico tem remuneração de R$ 3.471,85, podendo aumentar para até R$ 5.011,01 com gratificações. As funções de analista e tecnologista têm rendimento inicial de R$ 7.373,49, que pode chegar a até R$ 9.107,88 com especializações. O IBGE contrata pelo regime estatutário, com estabilidade.

O último concurso do IBGE ocorreu em 2013, quando os candidatos a técnico foram avaliados por meio de 60 questões objetivas, versando sobre Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Geografia, Conhecimentos Específicos, Conhecimentos Gerais e Noções de Informática. Os interessados nas vagas de analistas responderam 60 ou 70 questões, dependendo da área. O exame versou sobre Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Raciocínio Lógico Quantitativo e Conhecimento Específico, também de acordo com o cargo.

Fonte: Folha Dirigida
Tags:

Mensagem enviada com sucesso